8 MULHERES QUE ROUBARAM A CENA



Como sabemos, vários capítulos da história mundial foram escritos por mulheres que, corajosamente, desafiaram o status quo. Por isso, selecionamos 8 nomes femininos inspiradores para você conhecer!

 

1. HELEN KELLER (1880 - 1968)

Cega e surda, com a ajuda da professora Anne Sullivan, Keller aprendeu a linguagem de sinais e braile. Mais tarde, quando conquistou o seu diploma em Filosofia, ela se tornou a primeira pessoa deficiente visual e auditiva a se graduar numa universidade. Famosa por seu ativismo social, dedicou-se à defesa dos direitos sociais das minorias. 

 

2. NETA SNOOK SOUTHERN (1896-1991)

Neta, apelido de Mary Anita, ganhou o título de “primeira mulher” mais de uma vez: primeira mulher aviadora em Iowa, primeira mulher aceita na Curtiss Flying School na Virgínia, primeira mulher a administrar seu próprio negócio de aviação e primeira mulher a administrar um aeródromo comercial. No entanto, é mais conhecida como a primeira mulher aviadora.

 

3. ARACY DE CARVALHO GUIMARÃES ROSA (1908-2011)

No fim da década de 1930, a brasileira burlou as regras do governo, ajudando judeus a entrarem no Brasil, quando chefiava a Seção de Passaportes do consulado brasileiro, na Alemanha. Chamada de “Anjo de Hamburgo”, ela recebeu, anos depois, o prêmio de Justos entre as Nações.

 

4.  KATHERINE JOHNSON (1918 – 2020)

Primeira mulher negra a ter a autoria de artigos reconhecida pela NASA, ela foi uma das responsáveis por calcular a trajetória da missão Apollo 11, primeiro voo tripulado a pousar na Lua. Ganhou a condecoração civil mais importante dos EUA, a Medalha da Liberdade.

 

5. ELLEN JOHNSON-SIRLEAF (1938 -)

Johnson-Sirleaf, política liberiana, é a primeira mulher, no continente africano, a ser eleita chefe de Estado, democraticamente. Ela vestiu a faixa presidencial por dois mandatos. Em 2011, recebeu o Prêmio Nobel da Paz, ao lado de Leymah Gboweepor e Tawakel Karman, por sua luta não-violenta pelos direitos das mulheres.

 

6. JUNKO TABEI (1939-2016)

Alpinista japonesa, Tabei foi a primeira mulher a escalar o Monte Everest e, também, a primeira mulher a escalar os sete montes mais altos de cada continente. Desafiando o machismo no esporte, ela criou o primeiro clube feminino de alpinismo do seu país. Em Plutão, uma cadeia de montanhas, foi nomeada Tabei Montes em sua homenagem.

 

7. NISE DA SILVEIRA (1905-1999)

Médica, a brasileira revolucionou a psiquiatria, mudando o modo como as doenças mentais eram tratadas, humanizando o atendimento. Ela se opôs aos métodos agressivos da época, como o confinamento, o eletrochoque e a lobotomia, criando ateliês de pintura e modelagem para os pacientes se expressarem artisticamente.

 

8. RIGOBERTA MENCHÚ TUM (1959 -)

Ganhadora do Prêmio Nobel da Paz de 1992, a ativista de origem Quiché-Maia luta pelos direitos humanos, a favor dos indígenas. E, apesar de ter sido forçada a se exilar no México, devido às ameaças de morte, ela continua a advogar por justiça e compensação legal pelo genocídio dos povos nativos na Guatemala, durante a Guerra Civil.

CONTATO

Rua Jacob Ely, 498 | Sala 04 | Garibaldi, RS 54 3462.1108 (54) 9 9990 1108 contato@spader.eng.br